O balanço patrimonial de todas as empresas, divide-se em dois grandes grupos: ativo e passivo. O primeiro representa os bens e direitos da empresa, enquanto o segundo reúne suas obrigações. O patrimônio líquido faz parte do passivo, porém é considerado como um passivo não exigível, pois trata-se da “dívida” da pessoa jurídica perante as demais pessoas que compõem a entidade, seja um empresário individual, uma sociedade ou um grupo de acionistas.

Podemos definir patrimônio líquido como a representação da riqueza efetiva da empresa. Nesse grupo, são reunidas informações como o valor que foi investido no negócio, os lucros que foram gerados e estão aguardando a distribuição entre os sócios/acionistas, ações em tesouraria e reservas de valores.

Como calcular o patrimônio líquido?

O patrimônio líquido é calculado por meio dos lançamentos contábeis originados da operação da empresa. A cada aporte de valores no seu negócio, por exemplo, há um acréscimo no capital social, que é uma das contas que compõem o patrimônio líquido. Outra situação que pode influenciar esse subgrupo do passivo é quando sua empresa apura lucros, que, dependendo do seu regime tributário, serão contabilizados nas contas de lucros acumulados ou reserva de lucros até a distribuição aos sócios/acionistas.

Você pode calcular facilmente o valor total do patrimônio líquido pela diferença entre o ativo total e o passivo exigível. Basta visualizar a fórmula

Patrimônio líquido = Ativo – Passivo

Exemplo de formação do patrimônio líquido

Considere uma empresa fictícia que tem duas sócias. As duas investiram o capital total de 30 mil reais, sendo integralizada a parcela de 20 mil reais no imóvel e em mercadorias para revender. Neste momento, o patrimônio líquido da empresa é o seguinte:

Capital social = 30.000,00

(-) Capital a integralizar = 10.000,00

Total do patrimônio líquido = 20.000,00

Após um mês de trabalho duro, a empresa faturou 8 mil reais, gerando um lucro líquido de 5 mil reais. Com a adição desse lucro no patrimônio líquido passou a ser o seguinte:

Capital social = 30.000,00

(-) Capital a integralizar = 10.000,00

(+) Lucros acumulados = 5.000,00

Total do patrimônio líquido = 25.000,00

As sócias resolveram integralizar os 10 mil reais restantes do capital. Após essa operação o patrimônio líquido fica assim representado:

Capital social = 30.000,00

Lucros acumulados = 5.000,00 Total do patrimônio líquido = 35.000,00

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1
Olá, podemos te ajudar?
Powered by